Eu aceito os cookies deste website.

Usamos cookies para fazer este website melhor. Para saber mais sobre estes cookies, por favor, leia nossa Política de cookies.. Caso você continue sem alterar as suas configurações de cookies, você estará consentindo com seu uso. Porém, caso você tenha interesse em remover nossos cookies, encontrará como fazê-lo na nossa política de cookies.

Condicionamente físico

Necessidade de análise

No Rugby os jogadores precisam de quantidades variáveis de potência e resistência que demanda também altos níveis de força, velocidade e agilidade de seus jogadores. Existem poucos esportes coletivos que requerem uma gama tão diversificada e abrangente de atributos físicos.

As diferentes demandas das diversas posições do jogo também deve influenciar a forma como você treina. Por exemplo, os cinco primeiros jogadores no scrum precisam de energia e resistência para realizar os scrums efetivamente, enquanto um asa vai fazer sprints mais freqüentes durante todo o jogo e, como resultado requerem níveis mais elevados de velocidade e velocidade de resistência.

Para um jogador estar fisicamente preparado - para estar verdadeiramente Rugby Ready - a competência funcional básica deve estar implementada. Por exemplo, um jogador deve desenvolver uma boa base geral em termos de força, estabilidade, mobilidade e resistência como uma plataforma sobre a qual construirá maior velocidade e qualidade de energia.

Para uma análise precisa e relevante quanto as necessidades, você deve procurar a ajuda de um treinador registrado ou credenciado em condicionamento para projetar e implementar o programa de condicionamento. As principais considerações são:

  1. Seu preparador fisico atual deve usar testes físicos padronizados e avaliação funcional
  2. Qualquer história de lesão
  3. Histórico de treinamento: deve ser levado em conta a idade de treinamento (o número de anos que foram especificamente preparado para Rugby) e idade de treinamento fisico (o número de anos que foi supervisionado por um preparador físico credenciado)
  4. Necessidades especificas relacionadas com o jogo (posição que atua, arbitragem, etc.)

Uma vez que as necessidades individuais foram determinadas com base nestes critérios, as questões específicas relacionadas com a reabilitação / pre habilitação e fraquezas percebidas pode ser focado em um programa de treinamento e pode ser projetado e implementado para atender essas necessidades.

O acompanhamento regular e avaliação de seu progresso exigirá um procedimento de testes. Isso irá garantir que o programa está constantemente mudando e evoluindo para atingir novos objetivos.



Avaliação funcional

A avaliação funcional pode ser realizada através de exercícios simples, como agachamento por cima com um teste básico de equilíbrio, como pode ser visto aqui.



Alto nível de competência funcional


Baixo nível de competência funcional

A avaliação funcional deverá ser concluída por um preparador físico credenciado, a fim de determinar seu nível atual de mobilidade e estabilidade. As informações do teste podem ser usadas para criar um programa de treinamento de força apropriada lhe permitindo atingir a plena mobilidade e boa estabilidade. Isto irá preparar o seu corpo para o trabalho, aumentando a sua capacidade de trabalho e corringindo desequilíbrios musculares.

O tipo de força necessária para o Rugby é específico e muitas vezes tem que ser aplicado em condições de instabilidade.

Sendo assim, um programa de preparação fisica para o Rugby deve centrar-se no desenvolvimento da estabilidade de lesões potenciais, como o ombro, o core, quadril, joelho e tornozelo, em vez de colocar uma ênfase excessiva baseada na musculação de academia.

Os cursos World Rugby - Força e Condicionamento - níveis 1 e 2 cobrem as avaliações funcionais em mais detalhes. Para mais informação, acesse worldrugby.org/sandc



Planejamento de um programa de condicionamento fisico

Há um número de variáveis ​​a considerar:

  • Sua idade
  • Sua idade de treinamento
  • Seus objetivos de curto e longo prazo
  • A facilidade e disponibilidade dos recursos

A outra questão fundamental é a fase da temporada de Rugby. O momento e a duração da temporada varia em todo o mundo. Independente de sua temporada, você vai precisar planejar o seu treinamento em torno de quatro fases distintas:

  • Fora de temporada
  • Pré-temporada
  • Temporada
  • Transição

Este processo denomina-se periodização.


FaseFora de temporadaPré-temporadaTemporadaTransição
AtividadePreparação geralPreparação específicaManutençãoRecuperação / repouso ativo
Hemisfério sulNov-JanFev-MarçoAbr-JulhoAgo-Out
Hemisfério NorteMai-JunhoJul-AgoSet-AbrilMaio

Meses aproximados que podem variar de acordo com a União e o nível de jogo


Ao escrever seu plano semanal, uma consideração importante é a regra das 48 horas. Pesquisas recentes em Rugby* têm mostrado que o jogador pode ainda estar fatigado 48 horas após um jogo intenso. O plano deve considerar isto, assim como o treinamento de alta intensidade deve ser evitado por 48 horas após um jogo. Um exemplo de plano semanal é mostrado aqui.

DiaAtividade
0Partida
1Recuperação
2Força e condicionamento físico ou opção de recuperação
3Treino de Rugby de Alta intensidade
4Força e condicionamento físico
5Treino de Rugby de média a baixa intensidade
6Descanso
7Partida

* Fonte: Avaliação de lesão muscular após uma partida de Rugby, com referência especial para situações de tackle. Y. Takarada Br J Sports Med. 37. 416-419. 2003.

Este é apenas um dos muitos possíveis planos e é projetado apenas para mostrar como a regra de 48 horas pode ser integrada à semana de treinamento.